Conheça sobre as Semanas de Liturgia

Início e Finalidade. Experiência e formação precisam caminhar juntas. Certamente esta é uma exigência fundamental para que padres e leigos possam responder com competência aos desafios da pastoral litúrgica da Igreja. A partir do tema “O hoje e o amanhã da liturgia na América Latina”, as Semanas de Liturgia acontecem desde 1987 com a finalidade de reunir participantes de todas as regiões do Brasil para pensar e responder aos desafios da formação litúrgica para os agentes de pastoral em todos os níveis, tanto paroquial como diocesano e regional.

Parceria e Preparação. As Semanas têm sido preparadas e realizadas pelos membros do Centro de Liturgia. A partir de 2011, por ocasião da 25ª Semana de Liturgia:  Liturgia e Juventude, por uma proposta de formação mistagógica, foi reconhecida oficialmente a parceria com a Celebra, Rede de Animação Litúrgica, na preparação e realização das Semanas.

– A preparação de uma Semana começa logo que termina a Semana Anterior. A definição do tema e dos objetivos é o ponto de partida. Logo a seguir, realiza-se um levantamento de sugestões sobre a forma de proceder o estudo e os passos a serem dados para a concretização dos objetivos.

Metodologia. Servindo-se do caminho “ver-julgar-agir-celebrar”, a metodologia da Semana é participativa e construtora de conhecimentos em vista da prática litúrgico-pastoral. Ou seja, com acompanhamento de Assessores, a metodologia das Semanas de Liturgia visa à construção do conhecimento em mutirão, a partir de experiências concretas, em vista da continuidade da renovação e da inculturação da liturgia no Brasil. O termo mutirão expressa uma das características das Semanas, o trabalho feito comunitariamente, numa construção que envolve a todos.

Local e Certificação. Até o ano 2000, as Semanas foram realizadas na Faculdade Nossa Senhora da Assunção. A partir de 2001, acontecem no Centro Pastoral Santa Fé. Em 2009, os certificados passam a ser emitidos pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), campus Pio XI.

Destinatários. Agentes da pastoral litúrgica em geral; coordenadores regionais, diocesanos e paroquiais da pastoral litúrgica e da catequese; professores(as) de Liturgia e Sacramentos; bispos, presbíteros, diáconos e seminaristas.

Profa. Elza Helena de Abreu

33ª SEMANA DE LITURGIA

21 a 25 | OUT | 2019

Mosteiro de Itaici – Indaiatuba-SP

Novo impulso à reforma litúrgica no Brasil
à luz do pontificado do Papa Francisco

Desde o momento em que assumiu a cátedra de Pedro, o Papa Francisco, bispo de Roma, tem se mostrado uma pessoa de palavras e gestos profundamente significativos para a vida da Igreja. Como um filho legítimo do Concilio Vaticano II, tem convocado a Igreja a retomar o caminho indicado pela assembleia conciliar à luz da experiência originária: Ser Igreja Discípula de Jesus, pobre, a serviço dos pobres. Este é o eixo do pontificado de Francisco como foi o do Concilio, assumido criativamente em nossa América Latina por Medellín. E é em função de uma Igreja viva, que Francisco defende uma liturgia viva. Aos participantes da 68ª Semana de Liturgia, Itália, recordou que “não se trata de reconsiderar a reforma revendo as suas escolhas, mas de conhecer melhor as razões subjacentes (…), assim como de interiorizar os seus princípios inspiradores e de observar a disciplina que a regula”. E afirma “com autoridade magistral que a reforma litúrgica é irreversível” (RL 267, p. 17]. Recentemente, na assembleia plenária da Congregação para o Culto Divino [RL, 273, p. 29), enfatizou a importância da formação litúrgica para o povo, para o clero e demais ministros, porque a “a liturgia é a via mestra através da qual passa a vida cristã em todas as fases do seu crescimento”. Diante dos ataques e retrocessos que ameaçam os princípios ditados pela Sacrossanctum Concilium, o Papa Francisco nos anima e encoraja a retomar o processo que vivemos no Brasil graças ao árduo trabalho da CNBB. É sobre este caminho que está à nossa frente que vamos nos debruçar nesta 33ª semana de Liturgia.

I.DATA

21 a 25 de outubro de 2019 (de segunda a sexta-feira)
Início: 21/10 (segunda-feira) às 12h (com almoço)
Término: 25/10 (sexta-feira) às 12h (com almoço)
*Exige-se permanência integral no evento devido a sua metodologia.

II.LOCAL

Mosteiro de Itaici
Rodovia José Boldrini, 170 | Bairro Itaici | Indaiatuba – SP
Telefones: Geral: (19) 2107-8500 | Secretaria: (19) 2107-8501 | (19) 2107-8502
www.itaici.org.br

A – Hospedagem: R$660,00 (total)

  • Do dia 21/10, às 12h (com almoço) ao dia 25/10, às 12h, (com almoço).
  • Para chegadas após o almoço do dia 21/10 (segunda-feira) e saídas antes do almoço do dia 25/10 (sexta-feira) é preciso informar a casa para obter os devidos descontos e também para a programação interna.
  • A casa não dispõe de quartos individuais.
  • Neste valor não está incluso o kit cama/banho, ou seja, cada participante deve trazer o seu.
  • O participante que não trouxer kit cama/banho poderá usar o oferecido pela própria casa de encontros, no valor de R$25,00 (por kit).
  • Para aqueles(as) que chegarem Domingo (20/10) o valor da pernoite é R$80,00 (com café da manhã).
  • Para aqueles(as) que chegarem na manhã do dia 21/10 (segunda-feira) e desejarem tomar café da manhã (até às 09h) o valor é R$15,00.
  • Check-out realizado após às 14h do dia 25/10 (sexta-feira) incorre no acréscimo de uma nova diária (R$160,00).

 

B – Formas de pagamento:

*Pagamento antecipado: boleto bancário ou transferência bancária direto com o Mosteiro.

*No dia da entrada na recepção do Mosteiro: cartão de débito/crédito ou dinheiro.

*A casa não aceita cheques

Observação: durante aproximadamente 30 anos as Semanas de Liturgia aconteceram no Centro Pastoral Santa Fé (São Paulo). Em 2018 o Centro Pastoral Santa Fé informou que o local passará por reformas. Deste modo foi necessário encontrar um novo local que comportasse o número de participantes, bem como toda a estrutura necessária ao evento.

 

C – Como chegar:

  • Aeroporto Internacional Viracopos – Campinas: é o aeroporto mais próximo do Mosteiro de Itaici. Segundo informações obtidas através do Google Maps o trajeto é de 17,3km, 22 min (aprox) de carro. Segundo informações da casa de encontros o mais comum é fazer este trajeto por meio de táxi e/ou aplicativos de mobilidade urbana (Uber, 99pop, etc).
  • Campinas-Indaiatuba: transitar pela Rod. SP-75 até chegar a Saída 57-C e Sorocaba-Indaiatuba, Saída 55-A, saindo na Av. Cel. Antonio Estanislau do Amaral / Estr. Municipal Indaiatuba-Itupeva / Rod. José Boldrini. Manter-se nesse percurso até passar a ponte do Rio Jundiaí. A entrada fica à direita em frente a E.E. Joaquim Pedroso de Alvarenga.
  • São Paulo-Indaiatuba: transitar pela Rod. dos Bandeirantes até a Saída 88. Fazer o contorno no pontilhão entrando para a Rod. SP-75. Manter-se no percurso até encontrar a Saída 57-C, saindo na Av. Cel. Antonio Estanislau do Amaral / Estr. Municipal Indaiatuba-Itupeva / Rod. José Boldrini. Manter-se nesse percurso até passar a ponte do Rio Jundiaí. A entrada fica à direita em frente a E.E. Joaquim Pedroso de Alvarenga.
  • Sorocaba e região: seguir pela Rod. Sen. José E. de Moraes até chegar a Rod. Dep. Archimedes Lammoglia, manter-se no percurso até encontrar a Rod. Pref. Hélio Steffen. Siga nessa rota até encontrar a Rod. Eng. Ermênio de Oliveira Penteado, mantenha-se nesse percurso até encontrar à sua direita a Saída 55-A, saindo na Av. Cel. Antonio Estanislau do Amaral / Estr. Municipal Indaiatuba-Itupeva / Rod. José Boldrini. Manter-se nesse percurso até passar a ponte do Rio Jundiaí. A entrada fica à direita em frente a E.E. Joaquim Pedroso de Alvarenga.
  • Rio de Janeiro-Indaiatuba: acesso pela Rod. Dom Pedro I, até a rotatória que leva a Rod. Anhanguera, seguir até encontrar a Rod. Alberto Panzan. Continuar em frente até a Rod. Bandeirantes, seguindo até chegar a Rod. SP-75.
  • Ônibus (VB Transportes)– Informações pelo telefone (19) 3875-2342 ou pelo site vbtransportes.com.br
    VB Transportes mantém horários diários de Campinas-Indaiatuba e São Paulo-Indaiatuba. De Indaiatuba ao bairro Itaici é preciso tomar táxi ou ônibus circular. O circular da Viação Guaianazes (Linhas: Engenho, Terras de Itaici ou Vale das Laranjeiras) passa no portão de entrada do Mosteiro de Itaici, sendo necessário andar 1,2Km até a recepção da casa.

III.PROGRAMAÇÃO

__________

SEGUNDA-FEIRA – 21/out

Manhã – Chegada, acolhida
14h – Abertura e Oração
14h45 – Introdução e Justificativa ao tema da 33.ª Semana de Liturgia | Pe. Danilo Cesar (Belo Horizonte – MG)
15h30 – Intervalo
16h – Contextualização fenomenológica da realidade (social e eclesial) | Pe. Matheus da Silva Bernardes (PUC – Campinas) | D. Jerônimo Pereira Silva (Olinda – PE)
18h – Intervalo
18h30 – Jantar
20h – Completas

__________

TERÇA-FEIRA – 22/out

7h – Ofício da manhã
7h45 – Café da manhã
8h45 – Conversa sobre as celebrações, memória do dia anterior e encaminhamentos do dia
9h – Papa Francisco Pe. Washington Paranhos (Belo Horizonte – MG)
10h – Intervalo
10h30 – Movimento Litúrgico no Brasil e Vaticano II |D. Jerônimo Pereira Silva (Olinda – PE)
11h30 – Reações dos participantes
12h – Almoço
14h – Ensaio de cantos
14h45 – Reforma litúrgica no Brasil Dom Geraldo Lírio (Mariana – MG)
15h45 – Intervalo
16h15 – Rodas de Conversa: Frutos da Reforma Litúrgica no Brasil
17h45 – Intervalo
18h30 – Jantar
20h – Completas

__________

QUARTA-FEIRA – 23/out

7h – Ofício da Manhã
7h45 – Café
8h45 – Memória do dia anterior, conversa sobre as celebrações e encaminhamentos do dia
9h – Plenária das Rodas de Conversa
9h45 – Considerações dos assessores sobre a plenária
10h15 – Intervalo
10h45 – Painel: Memórias da Reforma Litúrgica no Brasil Dom Geraldo Lírio (Mariana – MG) | Pe. Marcelino Sivinski (Porto Alegre – RS)
11h45 – Reação dos participantes
12h – Almoço
14h – Ensaio de cantos
14h45 – Descontinuidades da Reforma Litúrgica Dom Geraldo Lírio (Mariana – MG)
16h – Intervalo
16h30 – Rodas de Conversa: Em nossa prática, quais são os sinais da descontinuidade da reforma litúrgica?
18h – Intervalo
18h30 – Jantar
20h – Lançamento do livro sobre a vida e obra de Pe. Gregório Lutz

__________

QUINTA-FEIRA – 24/out

7h – Ofício da manhã
7h45 – Café
8h45 – Memória do dia anterior, conversa sobre as celebrações e encaminhamentos do dia
9h – Plenária das Rodas de Conversa
9h45 – Considerações dos assessores sobre a plenária
10h – Intervalo
10h30 – Papa Francisco e as contribuições na área da Liturgia Pe. Danilo Cesar (Belo Horizonte – MG)
12h – Almoço
14h – Ensaio de Cantos
14h45 – Vivência: O rito do Lava-Pés na Missa de Ceia do Senhor
16h – Intervalo
16h30 – Retorno para as vivências
18h00 – Intervalo
18h30 – Ofício da Tarde
19h – Confraternização

__________

SEXTA-FEIRA – 25/out
Santo Frei Galvão, memória

7h – Celebração Eucarística
8h – Café
9h – O que fazer para dar continuidade à Reforma? Pe. Danilo Cesar (Belo Horizonte – MG)
10h45 – Avaliação e encaminhamentos da próxima semana
11h30 – Encerramento e Almoço

IV.INSCRIÇÕES

*Investimento: R$ 250,00
*Após o pagamento da inscrição o valor não será devolvido.
*Vagas limitadas: 250.

V.INFORMAÇÕES

  1. Trazer o Ofício Divino das Comunidades.
  2. Trazer comidas e bebidas típicas da sua região para a Confraternização.
  3. Para um maior aproveitamento da Semana de Liturgia recomenda-se que os participantes leiam:

> Discurso do Santo Padre o Papa Francisco aos participantes da Semana de Liturgia de Roma.

*O discurso será enviado por e-mail às pessoas que realizarem a sua inscrição.

Outras dúvidas e informações escreva para o e-mail: secretaria@centrodeliturgia.com.br ou pelo telefone (whatsapp) [41] 9-9883-2313 (TIM), com Arnaldo (Secretário, CLDCI)

VI.REALIZAÇÃO

VI.DOWNLOAD

Sequência das 33 Semanas de Liturgia

De 27 a 29/10/87

O hoje e o amanhã da liturgia na América Latina

De 30/8 a 1/9/88

A liturgia como realidade simbólico-sacramental e sua relação com a práxis libertadora

De 22 a 24/8/89

A Liturgia no Apocalipse, iluminação para as nossas celebrações em tempo de opressão

De 11 a 13/9/90

Características rituais das liturgias negras e busca de critérios para uma liturgia inculturada

De 10 a 13/9/91

Liturgia e cultura dos oprimidos no meio urbano

De 11 a 13/10/92

Metodologia da formação litúrgica

De 18 a 22/10/93

Ministérios litúrgicos leigos nas comunidades: Avanços e problemáticas

De 17 a 21/10/94

Quando os católicos de `massa´ procuram a Igreja

De 16 a 20/10/95

Celebração de bênção, quando os católicos de massa procuram a Igreja

De 14 a 18/10/96

Liturgia e política na celebração dominical da Palavra

De 13 a 17/10/97

O corpo na liturgia

De 13 a 16/10/98

A Eucaristia, Memória, Ceia, Comunhão, Solidariedade e Ecumenismo

De 18 a 22/10/99

A dimensão simbólica da Liturgia a partir do novo ritual do Batismo

De 16 a 20/10/2000

O ano litúrgico como realidade simbólico-sacramental

De 15 a 19/10/2001

Espiritualidade litúrgica a partir do Ofício Divino das Comunidades

De 21 a 25/10/2002

A espiritualidade litúrgica no exercício dos ministérios na celebração dominical da Palavra

De 13 a 17/10/2003

A teologia litúrgica da Sacrosanctum Concilium

De 18 a 22/10/2004

A catequese na iniciação à Eucaristia

De 17 a 21/10/2005

O canto e a música na liturgia

De 16 a 20/10/2006

O método mistagógico no Rito de Iniciação Cristã de Adultos

De 15 a 19/10/2007

Mistagogia do espaço litúrgico

De 13 a 17/10/2008

Pastoral litúrgica 40 anos depois de Medellín: memória, desafios e perspectivas

De 19 a 24/10/2009

Pastoral litúrgica 40 anos depois de Medellín: memória, desafios e perspectivas

De 19 a 24/10/2010

Liturgia e Ecologia

De 3 a 7/10/2011

Liturgia e Juventude: por uma proposta de formação mistagógica

De 15 a 19/10/2012

A participação do Povo de Deus como sujeito da liturgia, na perspectiva dos pobres, à luz da Sacrosanctum Concilium

De 14 a 18/10/2013

Sacrosanctum Concilium, 50 anos: novo jeito de celebrar – novo jeito de ser Igreja

De 13 a 17/10/2014

A liturgia supõe e alimenta a fé

De 19 a 23/10/2015

A liturgia na catequese de iniciação de crianças e adolescentes

De 17 a 21/10/2016

O rosto da misericórdia de Deus na liturgia

De 16 a 20/10/2017

Maria: a Mãe do Senhor na liturgia

De 15 a 19/10/2018

Liturgia no Brasil: Realizações, retrocessos e sinais de esperança à luz da Conferência de Medellín

 

Acesse aqui o álbum de fotos.

Acesse o Caderno de conteúdos.

De 21 a 25/10/2019

Novo impulso à reforma litúrgica no Brasil:
contribuições do pontificado do Papa Francisco

Facebook